Licença-paternidade

Lei que amplia a licença-paternidade de cinco para 20 dias é sancionada e já está em vigor. A notícia não foi muito bem recebida pelo empresariado, que arca com o ônus de férias e de uma montoeira de feriados a cada ano. Mas fazer o que, se o propósito do Governo Federal é agradar os trabalhadores?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>