Nitroglicerina

        Rola pela cidade um extrato do Portal Transparência da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, onde aparecem o nome, cargo e salários de todos os servidores públicos, concursados e comissionados, que “trabalham” naquela Casa de Leis. Conforme consta no documento, o deputado Serafim Venzon (PSDB) mantém uma assessora externa lotada em seu gabinete, que não cumpre expediente e que recebe R$ 5.555,78 (cinco mil, quinhentos e cinquenta e cinco reais e setenta e oito centavos).

O interessante é que essa assessora não é vista prestando serviços na base eleitoral do deputado Serafim Venzon, que é Brusque, Botuverá, Guabiruba e Vale do Rio Tijucas. Ela trabalha de segunda a sexta-feira numa empresa jornalística recém-montada na Cidade do Abacate, tentando ostentar uma imagem de jornalismo livre e imparcial, sem interferência política.

Quem fez o panfleto se deu ao trabalho de fazer um orçamento de quanto custa um jornal no padrão do seu periódico e afirma que tem gente graúda bancando a conta. Pena que a teta vai secar.

A informação é de que o caso será encaminhado a conhecimento do Ministério Público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>