TIJUCAS. Suspense na Câmara de Vereadores

B2502F16-47FD-48A9-925F-820F7704B84E

Na sessão ordinária da última semana, realizada na segunda-feira (26), por falta de tempo no espaço destinado à bancada situacionista do Grande Expediente, o vereador Vilson Natálio Silvino, o Vilsinho da Pisobello (PP), deixou no vácuo todos os demais parlamentares, público presente à reunião, ouvintes da emissora que transmite as reuniões e os internautas que assistem através do Facebook. Ele argumentou que teria uma notícia muito importante para ser debatida e informou que a questão já havia chegado ao Ministério Público.

O Vereador não quis adiantar mais detalhes e deixou a comunidade em grande expectativa.
Nos corredores do poder há rumores de que o caso tem relação com uma jurisprudência do Supremo Tribunal Federal publicada em 2011. De acordo com o Tribunal de Contas do Estado, não deve haver mais comissionados que efetivos em qualquer órgão público, Municipal, Estadual e Federal, de qualquer esfera. Se o balacubaco for esse, o parlamento tijuquense, na pessoa do Presidente e pré-candidato a Deputado Estadual Juarez Soares, terá a difícil missão de sacrificar pelo menos cinco ocupantes de cargos em comissão.

A medida talvez tenha um impacto maior que as lideranças políticas imaginam. Levando-se em conta que o salário médio dos comissionados da Câmara de Tijucas oscila entorno de R$ 5 mil, fora contribuição previdenciária, 13° e férias, a despensa de cinco comissionados representaria uma economia superior à R$ 1 milhão até o final desta legislatura.

Se você ainda não viu, confira os gastos do Poder Legislativo Tijuquense em janeiro e fevereiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>