Uma verdadeira tragédia

10433295584803884973846649723911053640393n

A dor de duas famílias bem conhecidas e queridas de Tijucas envolveu toda a comunidade. Falamos dos familiares do nosso amigo Orlando Machado, da Lotérica Zebrinha, e do seu Zequinha Dias, um caminhoneiro sempre muito ligado às coisas da cidade. Seus filhos, Jonas Machado e Sheila Dias, estão chorando com parentes e amigos a triste morte da filha Laís Helena, uma jovem de 21 anos que perdeu a vida num acidente envolvendo dois Jets Kis em Paranaguá.

Laís morava em Lages, no Planalto Serrano Catarinense, onde cursava a faculdade de Medicina na Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC). Seu pai Jonas faz parte de um grupo de amigos proprietários de jet ski, que fazem passeios marítimos para varias regiões do Sul e Sudeste brasileiros. Laís queria participar de uma dessas aventuras e aproveitou os últimos dias de férias para realizar este desejo. Os aventureiros saíram de Tijucas e Costa Esmeralda e pararam para descansar em Paranaguá, com o objetivo de seguirem depois para o Rio de Janeiro. Por terra seguia um veículo de apoio, levando os pertences dos membros do grupo.

Não é relevante discutirmos aqui de quem foi a culpa do acontecido, pois foi um trágico acidente. Sabe-se apenas que Jonas teria parado para trocar algumas palavras com um dos viajantes quando um jet ski conduzido por Carlos Cabral, dono do imóvel onde funciona o bar Kabaak, situado na Meia Praia, atingiu Laís por trás provocando traumatismo crânioencefálico (TCE). Laís morreu quando estava sendo socorrida por uma ambulância que a levaria até um hospital de Paranaguá. Foi um baque para todo o grupo, resultando o fato numa comoção generalizada da população tijuquense.

Certa vez ouvi na televisão uma entrevista com Gilberto Gil no velório do seu filho, morto em um acidente de trânsito. O cantor baiano fez uma declaração que guardo até hoje na memória:

“Deus criou o homem e a natureza nos deu o privilégio de ter filhos, que crescem sabendo que um dia terão que sepultar seus pais. Essa é a essência da vida. Quando a ordem dos fatores se altera, ou seja, quando um pai tem que enterrar seu filho, a dor é quase insuportável”. Ninguém gosta de fazer isso, mas me coloco no lugar de Jonas e Sheila, dois amigos por quem tenho maior carinho e respeito. O casal é separado, mas tinha um elo que deveria acompanha-los até o fim da vida. Esse elo era a Laís, uma jovem apaixonada pela vida e que curtia realmente o privilégio de cursar uma faculdade que há ajudaria a salvar vidas. Quando vemos tanto banditismo, tanta violência nesse mundinho de Deus, nos perguntamos por que o Criador tira do nosso convívio pessoas tão especiais, deixando entre nós marginais que não querem trabalhar, que tiram uma vida por qualquer motivo fútil, que destroem famílias sem pesar as consequências. A resposta é difícil, porém devemos guardar no coração a esperança que a Sabedoria Divina levou Laís porque tinha alguma missão especial para ela num universo superior. Com certeza ela agora está ao lado do Todo Poderoso, ajudando a salvar almas.

Sei que nenhuma palavra apagará a dor que Sheila e Jonas levarão pelo resto da vida, mas quero deixar aqui as sinceras condolências da minha família e da equipe do Jornal Razão, desejando-lhes paz e que guardem de Laís as melhores lembranças. Tudo que aconteceu já estava planejado por Deus e aos seus entes mais queridos restam os votos de que alcance na fé o conforto necessário.

Também envio um fraternal abraço ao meu amigo Carlos Cabral, desejando-lhe muita luz e a proteção dos anjos. Com certeza foi um acidente, ele jamais faria algo inconsequente, e obviamente não teria o menor interesse em apagar a alegria de um grupo de jovens senhores que se dedicam ao prazer de praticar um esporte sadio de cara limpa, sem exageros e atos irracionais. Carlão foi o vetor de uma tragédia, mas não é por isso que devemos crucificá-lo.

A todos, familiares e amigos, a nossa homenagem e as bênçãos do Pai Eterno.

5 thoughts on “Uma verdadeira tragédia

  1. Lindo texto! Palavras bem colocadas em um momento extremamente difícil… é muita tristeza para todos!…

  2. Concordo Leopoldo, não tem como avaliar a dor de um pai ao enterrar um filho, que Deus conforte toda a família.
    Mas gostaria de expressar minha opinião baseada numa pesquisa Bíblica sobre o motivo da morte da jovem querida Laís e de tantas outras pessoas. O livro bíblico de Eclesiastes 9:11 nos informa que “o tempo é o imprevisto sobrevém a todos”. Isso mesmo, não estamos livres de imprevisto, e esse acidente foi um total imprevisto. Mas não concordo que seja algo já programado por Deus. Tiago 1:13 diz que Deus não prova à ninguém com coisas más. Deus não causa a maldade. Com certeza não foi culpa dele. Qual pai tiraria a vida de um filho? Nem de um filho que se tornou um rebelde ou uma pessoa ruim. Um pai não consegui fazer algo assim, então imagina nosso Pai celestial, nosso criador? Jeová, nosso Deus altíssimo não faria tantas pessoas sofrerem por tirar a vida da Laís porque tem um propósito maior pra ela. Nossos Deus altíssimo não precisa da Laís mais do que sua família.
    Também gostaria de compartilhar uma esperança que tenho baseada no evangelho de João 5:28,29 onde a bíblia fala que vai chegar o tempo em todos os nossos entequeridos serão ressuscitados. E ainda Apocalipse 21:4 diz que não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro. Todas essas coisas farão parte do passado.
    Espero ansiosa esse dia, e espero que a família e amigos da Laís também possam ter essa esperança e consolo de revê-la. E tenho certeza de que se cumprirão todas as promessas registradas na Bíblia, porque como ela mesma diz: “Deus não é homem para mentir”.
    Meus sinceros pêsames a família!

    ( Para mais informações consulte o site jw.org )

  3. Carme Lúcia Linhares

    Parabéns lindo texto,concordo com vc Deus precisava de uma estudante brilhante em Medicina, e não tem culpado quando termina nossa missão aqui na terra nosso Pai Deus chama e voltamos ao mundo espiritual. Que Deus conforte o coração da Sheila e Jonas

  4. Você e toda família podem ter certeza que não foi Deus que levou a jovem Lais,não foi ele que quis que isso acontecesse. A morte nunca fez parte dos planos dele. Jó 34:10 diz sobre Deus :”O verdadeiro Deus jamais faria o que é mau,O Todo-Poderoso nunca faria o que é errado”!
    Ele nos ama e como qualquer pai amoroso não quer nos fazer sofrer.

  5. É muito triste isso tudo, meus sentimentos a todos os familiares e amigos. Lindo texto, parabéns

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>