Empregos

A cidade de Brusque ganhará seu primeiro shopping, gerará em torno de 1.300 empregos diretos, localizado em frente ao supermercado Angeloni. O terreno é da Comunidade Luterana que receberá tipo um aluguel. Brusque continua crescendo e gerando empregos. É importante que os futuros prefeitos do Vale do Rio Tijucas se preocupem e busquem indústrias e diversifiquem nossa economia. Senão continuaremos a crescer como cola de cavalo, isso é, para baixo.

Propaganda Eleitoral

Tenho acompanhado a Propaganda Eleitoral no rádio e na TV e fico perplexo pela falta de criatividade dos candidatos à vereança. Todos falam em transparência e honestidade, sinal de que estão conscientes de que o povo tá de saco cheio com as arbitrariedades praticadas no Poder Legislativo e com os políticos eleitos para não fazerem nada.

É preciso fortalecer na população o sentimento de que vereador é um funcionário pago com o dinheiro dos nossos impostos e que é a nós que eles devem satisfação. Veja bem em quem você está pensando em votar, analise as suas propostas, verifique o que ele já fez de produtivo pela cidade e se tem potencial para justificar o salário que receberá.

Se ele chegar na sua casa e disser que lutará por mais educação, saúde e segurança, sem explicar como, tá na hora de você escolher um outro.

Carros de som

Já falei sobre este assunto noutras oportunidades, porém acho que nunca é demais dar uma lembrada: falo dos carros de som, não só da propaganda política, mas de todos que circulam por Tijucas.

Em primeiro lugar gostaria de sugerir aos nossos agentes de trânsito que releiam o Código de Posturas do Município, no capítulo que fala sobre a publicidade sonora. Pelo que recordo, é proibido trafegar com o volume aberto a menos de 200 metros do hospital, maternidade, clínicas, igrejas, escolas e órgãos públicos.

Isso quer dizer, por exemplo, que da Santa Rita até o Centro Comercial Vila, pela Bayer Filho, é proibido fazer esse tipo de publicidade. Da Beira Rio até o cruzamento da avenida Hercílio Luz com a rua 13 de Maio também não pode.

Não vamos nem discutir a questão do horário permitido, que é das 14h às 19h e que ninguém respeita, mas seria bom que após a eleição a Guarda de Trânsito tomasse as devidas providências, principalmente em relação aos veículos que vem de outras cidades caçar clientes aqui, sem pagar as taxas municipais e usando o texto que bem entenderem.

Direito trabalhista

Temos a honra de convidá-lo a participar da Palestra sobre “Polêmicas Previdenciárias do Acidente de Trabalho para a empresa”, a qual ocorrerá no dia 22.09.2016, às 19h30, na sala de reuniões da Acit e CDL, localizada na Praça Nereu Ramos, 214, Centro, Tijucas.

Mais do que gerenciar os recursos humanos, obter boas vendas e cuidar da saúde financeira da empresa, é preciso estar atento a alguns problemas que podem se tornar mais graves do que o esperado, principalmente quando se trata de previdência ou de acidentes de trabalho na empresa.

Por isso, preocupadas em abordar a relação entre estes temas, a Acit e a CDL estarão promovendo um diálogo sobre a matéria.

O assunto será abordado pelo advogado Samuel Azzi Simões, especialista em Direito do Trabalho e Previdenciário, Presidente da Comissão de Direito Previdenciário da Subseção de Tijucas, na OAB/SC, e também, Diretor Jurídico do Previserti (Instituto de Previdência de Servidores Públicos do Município de Tijucas).

Durante a palestra serão abordadas noções de Seguridade Social, definição e hipóteses de acidente do trabalho, consequências previdenciárias e trabalhistas e meios de defesa da empresa quando caracterizada a doença incapacitante como acidente de trabalho.

Para participar, basta contribuir com 1 quilo de alimento não perecível. Informações e inscrições pelo telefone (48) 3263-0640.

Reforma, dissolução ou nova sede

O Anfiteatro Leda Regina de Souza está reservado para uma importante reunião do Tijucas Clube, para a qual estão convidados todos os ex-sócios, em especial quem adquiriu os títulos patrimoniais para o parque aquático que não pode ser construído. Isso faz nada menos que 28 anos.
A reunião em pauta é para se discutir a situação do clube, que necessita de urgentes reformas e não tem dinheiro para isso. Projetos foram apresentados ao governo e até a Receita Federal, pleiteando uma carga de mercadorias apreendidas no Paraguai, porém sem sucesso. Sócios com a mensalidade em dia são pouquíssimos e o clube não tem mais de onde tirar dinheiro. Há dívidas a pagar, que se arrastam desde 2011, e se providências não forem tomadas a sede acabará fechando.
Diante do exposto, nessa Assembleia Geral Extraordinária pretende-se escolher uma dessas três alternativas:
Reforma – para poder continuar recebendo eventos, a única saída seria arranjar dinheiro ou material e mão de obra. Como isso é difícil a opção seria os antigos sócios voltarem a se associar, ficando todos isentos das dívidas anteriores.
Dissolução – o Tijucas Clube fecharia suas portas e escolheria uma entidade do município para entregar o seu patrimônio, conforme determina o seu estatuto. Mesmo assim teria que pagar antes todos os seus débitos, inclusive uma dívida assumida em 1998, referente a falta de pagamento de INSS e FGTS.
Nova sede – a outra situação a ser colocada em discussão é a possibilidade de se demolir a sede do Tijucas Clube e firmar uma parceria com alguém interessado em construir um prédio naquele terreno, deixando o correspondente valor em imóveis para o clube, que poderia ficar com uma sede nova ou comercializá-la para construir uma sede campestre, com um galpão de eventos, lagoa, chalés e atrativos de um hotel fazenda.
Essas são algumas das possibilidades já levantadas, porém nesta reunião quem tiver outras ideias poderá apresentá-las.