Anônimos

Ficamos felizes quando as pessoas nos mandam mensagens eletrônicas ou telefonam sugerindo assuntos para serem abordados, porém nos decepciona o hábito de querer usar o jornal para provocações de matérias sem se identificar ou usando e-mails criados para transitar nas redes sociais anonimamente.

Não temos nenhum vínculo com qualquer partido político e sempre que for necessário publicaremos qualquer matéria que surta efeitos positivos na comunidade. Gostaríamos até de convidar essas pessoas anônimas a serem nossos informantes e mediadores entre o jornal e a comunidade, mas de uma forma aberta e transparente.

Como já disse, jamais deixaremos de publicar uma reportagem que traga ainda mais visibilidade para o Jornal Razão e o portal www.jornalrazao.com, mas também não ficaremos dando uma de papagaio de pirata.

Temo rico

Ainda não sei de onde veio, mas parece que pesquisadores encontraram ouro no Vale do Rio Tijucas, supostamente num curso d’água de um morro. Muita gente não sabe, mas o volume de requerimentos para a pesquisa e exploração de ouro em nossa região não é pequena.

Festa de 20 anos

TIJUCAS

É com muita alegria que convidamos você, seus familiares e amigos, para a festa do 20º aniversário de fundação do Jornal Razão, que veiculou sua primeira edição em 04 de maio de 1995, coincidentemente no mesmo dia da criação da Paróquia de Tijucas. Nosso evento ocorrerá no próximo dia 23 de maio, na Sociedade Tijucas Clube.

PROGRAMAÇÃO

A festa do Jubileu de Porcelana do Jornal Razão reserva boas surpresas para os seus convidados. Tudo começa às 20h30, com a recepção do público. Por volta das 20h45 iniciará a solenidade de lançamento do livro Diferenças – Os segredos de gente que faz, uma coletânea de 70 reportagens narrando o sucesso, exemplo e um pouco da história de vida de pessoas da comunidade regional consideradas “Gente que faz a diferença”. Logo após haverá uma confraternização alusiva às duas décadas da nossa empresa, com coquetel e consumação gratuita de chopp, espumantes, vinhos, queijos e frios, salgadinhos, canapês e outras iguarias. Também haverá o corte do bolo comemorativo à data.

A confraternização se estenderá até 23h30, momento em que iniciará o grande baile de aniversário do Jornal Razão, abrilhantado pela Banda Fórum, que você poderá conhecer melhor na TV RAZÃO (www.jornalrazao.com). O renomado grupo trará um repertório com os maiores sucessos dos anos 60/70/80/90, bem como famosos hits da Jovem Guarda e dos anos dourados da discoteca.

Como participar da noitada

A festa de aniversário dos 20 anos do Jornal Razão terá um público limitado. Além dos homenageados, representantes da ADJORI/SC – Associação Catarinense dos Jornais de Santa Catarina, membros da Academia Batistense de Letras, equipe do jornal, colaboradores e parceiros, serão disponibilizados apenas 200 ingressos de adesão.

O traje é esporte e os ingressos custarão R$ 50,00 para toda a noitada. Quem preferir curtir somente o baile o ingresso custará apenas R$ 30,00 por pessoa. As mesas para o baile serão vendidas por R$ 100,00 para não sócios. Os sócios, com a mensalidade em dia, terão ingresso livre para o baile e pagarão apenas R$ 50,00 pela mesa. Durante o baile a consumação de bebidas será a parte.

Os ingressos estão a disposição na recepção do Jornal Razão, estabelecido na avenida Hercílio Luz, 381, no centro de Tijucas. O expediente de atendimento ao público das 8h às 12h e das 14h às 18h, de segunda a sexta-feira. Aos sábados somente no período matutino.

Outras informações pelos fones (48) 3263 6666, 3263 1544 ou 8453 0741 ou através do e-mail [email protected].

Contamos com a vossa presença

Pedágio urbano

Certa ocasião escrevi aqui que Tijucas poderia cobrar pedágio pela passagem de veículos por dentro da cidade, porém a Administração Municipal não nos levou a sério, provavelmente achando que a proposta era uma brincadeira. Pois não é.

Bombinhas faturou mais de R$ 11 milhões com o pedágio no verão, Governador Celso Ramos adotará a ideia e outras cidades catarinenses cortadas por rodovias que desembocam na área urbana também pensam em cobrar uma tarifa para quem transita nesses locais. E por que o fazem? Porque os motoristas não tem alternativa. São obrigados a passar pelo pedágio ou dar voltas extravagantes.

Tijucas se insere na viabilidade de cobrar um pedágio urbano porque muita gente atravessa a cidade diariamente para ir ou vir da BR101. Não deixam dinheiro aqui, nos presenteiam apenas com a alta velocidade, desrespeito a fraca sinalização de trânsito e chacoalham as edificações do sistema binário com caminhões carregados além do permitido. Bastaria apenas isentar os veículos emplacados na cidade e credenciar casos específicos como os de quem mora fora e trabalha aqui, tem propriedades no município e carro emplacado fora e assim por diante. Quem só está usando as nossas vias públicas pagaria o pedágio. Quanto cobrar de cada veículo? Se fosse R$ 1,00 por cada um, de moto a carretas, daria mais de 20 mil reais por dia.

20 anos

Em 04 de maio de 1995 circulou em Tijucas a edição número 1 do Jornal Razão. Para comemorar a data, ou seja, nossos 20 anos de atividades, estamos organizando uma grande festa na Sociedade Tijucas Clube. O evento estava marcado para 16 de maio, mas foi adiado para o dia 23 de maio, em função de um problema.

No referido evento faremos a entrega e lançamento de um livro intitulado “Diferenças – Os segredos de gente que faz”, uma coletânea de 70 histórias de vida, pessoas que convivem no nosso meio e que muito colaboram para o engrandecimento da região. Em seguida aconteceria uma confraternização e depois um baile. Estava tudo preparado, mas surgiu um impedimento para a data inicialmente agendada.

Há algum tempo conversei com o presidente da Sociedade 13 de Maio e combinamos de não fazer bailes na mesma data. Ocorre que no dia 16 de maio a entidade estará realizando um baile para não deixar passar em branco as festividades alusivas ao aniversário da sede e da Abolição da Escravidão no Brasil, comemorados em 13 de maio. Na condição de presidente do Tijucas Clube assumi um compromisso e não tinha como me esquivar de honrá-lo, até porque o Treze contratou a Banda Stagium 10 para a noitada. Acordo é acordo.

Então até dia 23 de maio!…

Pastelzinho do capeta

As autoridades cariocas fecharam na semana que se passou uma pastelaria do Rio de Janeiro que usava carne de cachorro para recheio nos seus produtos. Várias caixas de isopor foram encontradas com cães congelados, já sem o couro e as entranhas, prontos para serem moídos e transformados em comida.

O dono da pastelaria, o chinês Van Ruilonc – 32 anos, foi preso não apenas pelos cachorros, mas também por manter em cárcere privado um compatriota que trabalhava como ajudante de cozinha. Ele queria que o rapaz pagasse as despesas da viagem da vinda da China até o Brasil trabalhando três anos de graça e por isso o mantinha dentro de uma cela.

Van com certeza não ficará preso por muito tempo, mas provavelmente terá que achar um outro lugar para abrir sua pastelaria. Se vier para Santa Catarina e ficar pelas redondezas com certeza encontrará logo bons fornecedores de matéria prima para os seus pasteizinhos. Você sabe de onde estou falando, né?!…

Comédia

Não sei de quem partiu a ideia, mas é até cômico falar em construção da terceira faixa nas subidas da SC 408, que liga São João Batista a Brusque. Em primeiro lugar a quase totalidade daquela rodovia é formada por aclives e declives, o que significa que o custo dessa obra será elevadíssimo se quiserem fazer uma coisa bem feita. A segunda é saber de onde sairá o dinheiro, já que o Governo do Estado e o Governo Federal só dizem que é preciso enxugar a máquina.
O que mais entristece a comunidade regional ao ouvir essa quase blasfêmia é a situação da SC 410, de Tijucas a Nova Trento, que precisaria ser duplicada antes de se falar em construção de terceira faixa entre Brusque e São João Batista. Aliás, as obras de melhoria da SC 410, de Tijucas a Nova Trento, estão prometidas desde o primeiro ano de mandato do governador Raimundo Colombo e só agora estão saindo do papel. São R$ 5 milhões para toda a extensão, o que corresponde a uma simples maquiagem, sem a certeza de que benfeitorias como a construção do Posto da Polícia Militar Rodoviária Estadual deixarão de ser lendas.
Será que o pessoal de Brusque só pensa no umbiguinho deles?…

Diabruras

Com certeza você já ouviu falar da matemática Maia e da engenhosidade numerológica que sempre apontam mistérios, né?!… Você já ouviu falar do cálculo 115?
A brincadeira vale para quem nasceu entre 1901 e 1999. Você pega os dois últimos algarismos dos anos em que a pessoa nasceu, soma com a sua idade e terá como resultado o número 115. Exemplo: a pessoa nasceu em 1965 e completará 50 anos no final de 2015. Soma então 65 mais 50 anos que a pessoa fez ou fará e terá como resultado 115.
Com as crianças nascidas a partir de 2000 é necessário somar 100, que representa o século XX, mais os dois algarismos do ano em que ela nasceu e a idade que fará ou fez em 2015. O resultado é o mesmo: 115.
E sabe o que tudo isso significa? Nada.